Templates by BIGtheme NET
Últimas Notícias


Home » AÇÕES » Policiais civis do Paraná planejam greve geral a partir de 1º de agosto
tn_3d0be05ea0_viaturacivil

Policiais civis do Paraná planejam greve geral a partir de 1º de agosto

Dirigentes sindicais confirmaram nesta sexta-feira (22) que policiais civis do Paraná aprovaram a entrada da categoria em estado de greve. A decisão foi tomada durante assembleia conjunta em Curitiba do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol-PR) e do Sindicato dos Policiais Civis de Londrina e Região (Sindipol-Londrina – norte do Estado).

A classe decidiu ainda pela paralisação geral das atividades em todo o Paraná no dia 1º de agosto.Em estado de greve, os policiais civis só realizarão serviços que fazem parte das próprias atribuições, não trabalhando mais em desvio de função (como ns vigilância de aproximadamente nove mil presos em todo o Estado – de acordo com a própria categoria). Os profissionais da segurança pública cobram o aumento do efetivo para aliviar a carga horária, principalmente em delegacias e carceragens do interior do Estado, como ocorre em Jandaia do Sul e Ivaiporã (norte do Paraná), onde cerca de 40 presos fugiram na última semana. Cinco já foram recapturados.

“Em diversas delegacias do interior, policiais civis são obrigados a trabalhar em situação análoga à de escravos, com 70 a 80 horas semanais, quando em sua atribuição são somente 40 horas”, ressaltou o presidente do Sinclapol, André Luiz Gutierrez. Os sindicatos também orientaram a categoria a não usar viaturas que estejam sem condições de circulação, sobretudo aquelas que apresentem pneus carecas ou estejam sem IPVA e Seguro DPVAT quitados.

De acordo com dirigentes sindicais, o efetivo necessário hoje no Paraná seria de oito mil policiais civis para dar conta da demanda de carga horária, mas atualmente o efetivo da corporação é de pouco mais de quatro mil pessoas, entre delegados, escrivães e investigadores. Sindicalistas detalham ainda que hoje o Paraná conta com aproximadamente 7 mil policiais civis, entre ativos e inativos. Três mil são filiados aos sindicatos.

Governo do Estado destaca contratação de novos agentes
A Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp)do Paraná informou em nota repassada à imprensa que recebeu o comunicado dos sindicatos e que a situação da categoria será alvo de análise. A Sesp ainda relatou também que a partir desta quinta (21) os 1.201 agentes carcerários contratados pelo Processo de Seleção Simplificado (PSS).

“A SESP está ciente da situação de presos em delegacias e, para acabar com o problema, já iniciou, em conjunto com a Paraná Edificações e o Governo Federal, 14 obras de construção e ampliação de unidades prisionais que vão resultar na abertura de quase 7 mil novas vagas. A perspectiva é que 10 das 14 sejam entregues no ano que vem e as demais em 2018”, destaca ainda um trecho do texto.

Sobre vmedeiros

Deixe um Comentario

Seu endereo de E-mail nao ser publicado. Required fields are marked *

*

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful